Gabinete - Câmara Municipal de Xanxerê
Rua Rui Barbosa, 238 - Centro. Xanxerê SC 89820-000

adriano@camaraxanxere.sc.gov.br

Tel: 049 3433 0648

@Todos os direitos reservados a Equipe do Mandato do Vereador Adriano De Martini

Adrianinho participa da inauguração do novo espaço do Programa Família Acolhedora

O Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora de Xanxerê inaugurou, na tarde desta quarta-feira (10), o novo espaço de atendimento na Rua Coronel Santos Marinho, nº 190, sala 602, no centro de Xanxerê (ao lado do Pronto Atendimento Municipal). A adequação, que ocorreu por recomendação do Ministério Público, visa oferecer um ambiente mais confortável para a equipe técnica e os atendidos pelo serviço.

 

O serviço na modalidade de Família Acolhedora se caracteriza pelo acolhimento de crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência que, por algum motivo, necessitaram ser afastadas do convívio familiar. Atualmente, Xanxerê tem cinco acolhidos em quatro famílias, além de sete famílias cadastradas, seis em cadastramentos e duas em processo de entrevista. O trabalho é realizado por uma coordenadora, uma psicóloga, uma assistente social e uma educadora social.

 

- O acolhimento pode ocorrer no período de seis a doze meses, e procuramos agilizar o máximo possível para que haja a reinserção familiar ou, quando não há essa possibilidade, que ocorra o processo de adoção. Hoje temos um número bom de interessados em se tornar famílias acolhedoras, mas temos sempre que pensar no futuro – destaca a psicóloga Patrícia Pérego.

 

Conforme a Assistência Social, a recomendação do Ministério Público é de que a família acolhedora seja a porta de entrada para as pessoas que precisam deixar a convivência familiar por um período ou permanentemente. Por isso o município trabalha no credenciamento de famílias acolhedoras. Como nem sempre há a possibilidade de encaminhar para o serviço, há o acolhimento institucional que, no caso de crianças e adolescentes, é feito pelo Casulo e Aprisco, e no Lar do Idoso para idosos.

 

- Nós temos dificuldade em famílias acolhedoras aceitarem idosos e pessoas com deficiência porque é algo que muda a rotina, exige atenção e cuidados especiais. Também depende do perfil do idoso, do grau de dependência, de se adaptar com a família. Quem está acolhido nas instituições pode ser acolhido por famílias, mas é todo um processo cuidadoso e de adaptação – explica Patrícia.

 

Quem tiver interesse em conhecer o serviço pode procurar o local das 12h30min às 18h30min. Às terças-feiras a equipe técnica realiza entrevistas – com horário agendado - com possíveis candidatos ao programa de acolhimento.

 

 

 

Sobre o programa Família Acolhedora


O atendimento é feito às pessoas em situações que a família de origem esteja impossibilitada de oferecer cuidado e proteção necessários, casos em que permanecerá na família acolhedora até a superação da vulnerabilidade que gerou o acolhimento, para que possa haver o retorno a família de origem, ou, em caso de impossibilidade no caso de crianças e adolescentes o encaminhamento para adoção.

O acolhimento familiar consiste em cadastrar e capacitar famílias da comunidade para receberem em suas casas, por um período determinado, crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência que estejam em situação de risco pessoal e social, dando-lhes acolhida, amparo, aceitação, amor e a possibilidade de convivência familiar e comunitária. A família de acolhimento representa a possibilidade de continuidade da convivência familiar e comunitária em ambiente sadio para o acolhido.

 

Como funciona
 

Inscrições
O cadastramento para a participação no Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora é gratuito. Para se cadastrar, a família que deseja acolher deve dirigir-se até a Sede do Serviço Família Acolhedora para preenchimento da ficha de cadastro e apresentar os seguintes documentos:
• RG e CPF de todos os membros da família;  
• Certidão de Casamento ou nascimento;  
• Certidão negativa de antecedentes criminais;  
• Comprovante de residência atualizado;  
• Comprovante de rendimentos do grupo familiar;  
• Atestado médico comprovando boa saúde física e mental.

 

Critérios 
Podem acolher, os interessados devem preencher os requisitos da legislação vigente. Sendo eles:  
• O responsável deve ter idade superior a 21 anos independente do estado civil;  
• Concordância de todos os membros da família;  
• Disponibilidade de tempo para dedicar ao acolhido;  
• Ser residente no município de Xanxerê – SC por, no mínimo, 2 (dois) anos;  
• Apresentar idoneidade moral;
• Possuir boas condições de saúde física e mental; 
• Não apresentar problemas psiquiátricos nem dependência de substâncias psicoativas;  
• Não possuir antecedentes criminais;  
• Não demonstrar interesse em adoção;  
• Não estar inscrito no Cadastro Nacional de Adoção, para o acolhimento de crianças e adolescentes;  
• Receber Parecer Psicossocial favorável, realizado pela Equipe Técnica do Serviço.

 

Auxilio Acolhimento
A família, independente da sua condição financeira, receberá o valor do auxílio acolhimento, no valor de 1,5 salário mínimos vigentes por mês, este valor será proporcional ao período que a pessoa acolhida estiver sob a sua guarda e responsabilidade. Os valores devem ser utilizados para custeio dos acolhidos e não caracterizam vínculo empregatício com o município.

 

 Texto e fotos: Site Tudo Sobre Xanxerê

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques

Vereadores do PT anunciam mais R$ 966 mil em emendas para Xanxerê

November 5, 2019

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload